Secretário de Saúde alerta para que pessoas do grupo de risco se vacinem

Campo Grande (MS) – O secretário de estado de saúde Nelson Tavares reforçou nesta quarta-feira (10), em entrevista ao Bom Dia MS, a importância da vacinação para as pessoas que fazem parte do público-alvo da campanha de imunização contra a Influenza. Durante a entrevista, o secretário destacou os trabalhos realizados pelas equipes de imunização nos municípios para que seja atingida a meta de vacinação da campanha que é de 90% de seu público-alvo. Segundo o Ministério da Saúde, Mato Grosso do Sul apresenta um total de 20% de cobertura vacinal a duas semanas do término da campanha que vai até o dia 26 de maio.

Sobre o baixo índice alcançado até o momento, o secretário afirmou que a meta será alcançada gradativamente, em especial com a aproximação do Dia D da campanha que ocorre no sábado (13). Para o secretário, mesmo com o envio escalonado das doses da vacina pelo ministério, a antecipação da campanha ocorrida no estado, vem atingindo gradativamente a meta estabelecida para cada grupo do público-alvo.

O secretário alertou para que as pessoas que fazem parte do grupo de risco procurem as unidades de saúde para se vacinar.

“Temos um ano diferente em comparação ao ano passado. Estávamos esperando uma procura menor, porém nossa estratégia de vacinação está em andamento em todos os municípios. Adiantamos o início da campanha e o público alvo está sendo imunizado gradativamente e esperamos assim alcançar a meta de imunização até o final da campanha e assim evitar uma correria nos postos”, disse o secretário.

Mesmo sem registrar casos de H1N1 no estado, o secretário alertou para que as pessoas que fazem parte do grupo de risco procurem as unidades de saúde para se vacinar, já que em contrapartida a secretaria vem registrando casos de gripe H3N2, que apesar de ser mais branda que o H1N1, pode se agravar se não houver cuidados. “A maioria dos casos registrados atualmente são do subtipo H3N2. No ano passado a predominância foi o H1N1, por isso é importante que as pessoas busquem a vacina, que está disponível em todas as unidades de saúde”, ressaltou o secretário.

Vacinação

Desde o dia 17 de abril ocorre em todas as unidades básicas de saúde dos municípios, a Campanha de Vacinação contra a Influenza, que continua sendo o método mais eficaz para evitar o agravo da doença. Para este ano foram incluídos os profissionais de educação da rede de ensino básico (Regular, Especial e Educação de Jovens e Adultos – EJA) e superior das escolas públicas e privadas. A inclusão no público-alvo foi um dos principais debates em 2016, devido aos números de casos registrados, sendo Mato Grosso do Sul, um dos principais estados a se mobilizar para a inclusão dos profissionais da rede de ensino.

Também fazem parte do público-alvo:

  • Pessoas com 60 anos ou mais de idade;
  • Crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias);
  • Gestantes puérperas (até 45 dias após o parto);
  • Trabalhadores de saúde;
  • Povos indígenas;
  • Grupos portadores de doenças crônicas e outras condições clínicas;
  • População privada de liberdade;
  • Profissionais do sistema prisional.

Em Mato Grosso do Sul serão aplicadas aproximadamente 750 mil doses que serão distribuídas aos 79 municípios. A mobilização é coordenada pela Secretaria de Estado de Saúde, por meio da Superintendência Estadual de Vigilância em Saúde em parceria com as coordenadorias de imunização dos municípios, sendo a meta de 90% do público-alvo. Confira a entrevista na íntegra.

Jefferson Gonçalves 

Fotos: Divulgação