Coimbra inicia discussão sobre uso de aeronaves para resgate do Corpo de Bombeiros

Campo Grande (MS)- Com o intuito de aumentar  a agilidade em resgates e proporcionar  melhores condições de salvamento nas ações realizadas pelo Corpo de Bombeiros do Estado, a SES (Secretaria de Estado de Saúde )  deu início as tratativas sobre a possível utilização de aeronaves durante os trabalhos  dos militares.

“Demos início às discussões a respeito da possível utilização de aeronaves para salvamento e resgate do Corpo de Bombeiros. Já estamos conversando com a Secretaria de Segurança (Sejusp) e com o Corpo de Bombeiros. Queremos proporcionar agilidade, visando, claro,  o salvamento de vidas”, disse o secretário, na manhã de  ontem (19), durante entrevista ao programa Tribuna Livre, na radio Capital FM 95.

O assunto segue em discussão com  órgãos envolvidos , mas não há até o momento uma posição oficial sobre o projeto. No entanto, o secretário ressalta que a abordagem aponta para uma importante dinâmica que poderá “salvar vidas”.

Durante a entrevista na rádio, Coimbra falou ainda de diversos investimentos na área de saúde, investimentos já em andamento e os que ainda serão efetivados pelo Governo do Estado, em vários municípios.

“Vamos abrir licitação para reforma e ampliação do Hospital Regional, em Campo Grande. Em março, vamos inaugurar a radioterapia do Hospital do Câncer e o governador (Reinaldo Azambuja) também já vai assinar o início das obras na radioterapia do Hospital Universitário, que deve ser concluído em 2018. E ainda esse ano, vamos iniciar a construção da radioterapia do Hospital Regional, que deve ser concluída em 2019. Só na Hemodiálise, serão investidos pelo Governo do Estado R$ 30 milhões”, disse o secretário.

Ele relembrou também a construção do hospital de Três Lagoas, empreendimento que vai receber R$ 63 milhões do Governo do Estado e do Governo Federal. Ainda no próximo mês, segundo Coimbra, haverá a assinatura da ordem de serviço para a reforma e ampliação da Santa Casa de Corumbá, com aporte de R$ 11 milhões.

“Além da Santa Casa de Corumbá, tem ainda o investimento de R$ 4 milhões para a reforma e ampliação do hospital de Jardim. São números que mostram a responsabilidade do governador em investimentos na saúde”. Hospitais de Amambai, Caarapo e Nova Alvorada do Sul também devem passar por reforma.

Sobre a implantação de leitos de UTI no Estado, o secretário explicou que a ação faz parte do projeto maior da atual gestão, que é a regionalização da saúde. “Nos três primeiros anos, 40 novos leitos de UTI foram implementados em todo o Estado, como Dourados, Ponta Porã, Nova Andradina e Campo Grande, fortalecendo a regionalização da saúde, facilitando o acesso ao atendimento do cidadão”, disse.

Luciana Brazil- assessoria de imprensa SES.