Hospital da Grande Dourados volta a realizar cirurgias eletivas

Campo Grande (MS) – Hospital Regional de Cirurgias da Grande Dourados realizou, nessa quarta-feira (13), as primeira duas cirurgias  eletivas.. Ambas intervenções foram de urologia.  O secretário de Estado de Saúde, Carlos Alberto Coimbra, visitou o hospital na manhã de ontem.

“É uma importante ação de regionalização. Agora os procedimentos que antes precisavam ser encaminhados para outras localidades, poderão ser feitos aqui. É um grande avanço”, disse Coimbra.

Outras cirurgias já estão agendadas para os próximos dias, em diversas especialidades. Em 23 de abril, quando voltou a funcionar, a unidade reabriu a agenda para atendimentos. As consultas tiveram início no dia 8 de maio; foram mais de 100 até hoje.

Secretário vai ao hospital e registra visita ao lado de gestores.

O hospital foi entregue à população pelo Governo do Estado em 2015, com o objetivo específico de realizar demandas de média e baixa complexidade, o que não é feito no município. “Estamos lá para atender a essas demandas específicas, de baixa e média complexidade”, explica a superintendente Geral de Atenção à Saúde da SES, Mariana Croda.

Fortificando a regionalização da saúde em Mato Grosso do Sul, o Hospital de Cirurgias eletivas irá atender 34 municípios da região, com investimento estadual de R$ 600 mil, além de R$ 1,2 milhão aplicado em equipamentos.

Com 27 leitos, o Hospital Regional de Cirurgias da Grande Dourados se tornará referência em eletivas no Estado, com capacidade para realizar 220 cirurgias mensais, nas especialidades de Cirurgia Geral, Ortopedia, Ginecologia, Otorrinolaringologia, Urologia, Vascular e Oftalmologia.

O hospital é gerenciado pela Organização Social GAMP (Grupo de Apoio à Medicina Preventiva e à Saúde Pública) que venceu a licitação aberta pelo Governo do Estado em 2017.  A GAMP atua desde 2006 na prestação de serviços junto a governos municipais e estaduais em várias regiões do Brasil, realizando a  administração de equipamentos de saúde e recursos públicos.

Texto: Luciana Brazil- assessoria de imprensa SES.