Com novos aceleradores lineares, Mato Grosso do Sul será autossuficiente no tratamento de radioterapia

Campo Grande (MS) – O Governo do Estado inaugurou, nessa quarta-feira (5),  o novo acelerador linear do Hospital de Câncer Alfredo Abrão, em Campo Grande. Após a reforma e adequação do bunker, a unidade ganhou uma nova radioterapia, com aparelhos de última geração. O hospital vai dobrar o número de atendimentos passando de 50 para 100 pessoa por dia.

Mas a boa notícia para os pacientes oncológicos ganhou mais um reforço  com a assinatura da ordem de serviço para a construção do bunker  no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul Rosa Pedrossian (HRMS). A obra, com  investimento de R$ 10,5 milhões, deve ser concluída em julho de 2019.

No Hospital Regional, além da radioterapia (acelerador linear), haverá a construção da sala onde será feita a braquiterapia, um tipo de radioterapia interna, que usa a radiação em contato com o local da doença. A obra faz parte do projeto de reestruturação do HRMS.

O governador Reinaldo Azambuja destacou que a aquisição dos novos equipamentos para radioterapia é resultado do trabalho conjunto entre Governo do Estado, Ministério da Saúde e Sistema Único de Saúde (SUS). “Essa é uma luta de todos nós. Poderemos avançar no tratamento contra o câncer, principalmente na radioterapia, e com isso reduzir a fila de espera”, afirmou.

Acelerador Linear no Hospital de Câncer. Foto: Chico Ribeiro.

O diretor-presidente do HRMS, Justiniano Vavas, destacou que o novo acelerador linear será mais um incremento no tratamento contra o câncer, umas das referências do hospital. “Nossos pacientes, além da quimioterapia, terão à disposição o acelerador linear para radioterapia. Com esse incremento, vão melhorar os resultados do tratamento”, disse. O HRMS atende atualmente 650 pacientes no tratamento contra a doença.

O secretário de Estado de Saúde, Carlos Coimbra, explicou que no período de um ano o Estado recebeu seis aceleradores lineares, tornando Mato Grosso do Sul autossuficiente nas demandas de radioterapia. “Esperamos, de uma vez por todas, atender a população que tanto precisa deste importante tratamento. Vamos zerar a demanda por radioterapia”, disse.

Hospital de Câncer

Graças a tratativas entre o Governo do Estado, HCAA e Ministério da Saúde, o hospital recebeu um novo acelerador linear, em maio de 2017. O aparelho que estava em Goiânia (GO), foi doado a Mato Grosso do Sul para substituir o antigo aparelho que estava em funcionamento.

O Governo do Estado repassou R$ 2,7 milhões de recursos para a obra de ampliação do local (sala) e readequação e reforma do bunker. Após a conclusão da obra, foi necessário aguardar uma equipe que veio do exterior para fazer a instalação do equipamento.

Mais um acelerador linear -Hospital Universitário

Dentro de 40 dias, outra ordem de serviço será assinada e desta vez para Hospital Universitário. Com investimento de R$ 6 milhões do Governo Federal, o HU também vai oferecer aos pacientes o serviço de radioterapia. A previsão é de R$ 3 milhões para a obra do bunker, além dos R$ 3 milhões de custo do equipamento (acelerador linear). A conclusão da obra está prevista para julho de 2019.

Esses aceleradores fazem parte de programa do Ministério da Saúde que visa a expansão da radioterapia no Sistema Único de Saúde.

Também estavam presentes o representante do Ministério da Saúde, Thiago Rodrigues dos Santos, deputados estaduais professor Rinaldo, Mara Caseiro e Onevan de Matos e a vereadora enfermeira Cida.

Luciana Brazil, Airton Raes e Paulo Fernandes – Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Fotos: Chico Ribeiro