Secretaria de Estado de Saúde de MS
Vigilância Epidemiológica 
   
Cursos 
   
Menu Saúde 
   
  • Menu
    • Links Úteis
    • Serviços
Programas de Saúde 
   
 
Notícias  
 
Boletim Epidemiológico nº 7 – Dengue – Semana 1 a 8
27/02/2013 | Lívia de Mello Almeida


 

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO Nº 7 – DENGUE – SEMANA 1 a 8

MATO GROSSO DO SUL / 2013.

   

A Secretaria de Estado de Saúde, com a contribuição das secretarias de saúde dos vinte (20) municípios prioritários para vigilância, controle e monitoramento da dengue, divulga o Boletim de Resposta Coordenada no Monitoramento da Dengue referente a semana epidemiológica 1 a 8 de 2013. 

O levantamento dos dados de dengue do ano de 2013 (SE 1 a 8) somam 50.074 notificações de casos suspeitos pela Planilha Simplificada (tabela 1). Na SE 8 (17/02 a 23/02) totalizamos 5.085 casos notificados. 

Os dados têm como foco apresentar o panorama da doença no período analisado, sendo um instrumento de auxílio para a elaboração de estratégias, ações e interlocuções entre as equipes técnicas.

 A estratificação de risco para os municípios usa como ponte de corte valores de referência das taxas de incidência calculada com os números absolutos de casos suspeitos por 100.000 habitantes divididos pela população residente de cada município. Assim, os municípios são classificados como de baixa incidência abaixo de 100 casos por 100.000 habitantes, moderada de 100 a 300 casos por 100.000 habitantes e alta incidência acima de 300 casos por 100.000 habitantes.

  

Casos notificados, população e incidência de dengue por 100.000 habitantes segundo município de residência, Mato Grosso do Sul, 2013.

 

Fonte: PLANILHA SIMPLIFICADA/CEVE/DVS/SES/MS
Atualizado em 27/02/2013 
Dados sujeito a alterações

Legenda:

 Abaixo de 100 casos por 100.000 habitantes - Baixa incidência
 100 a 300 casos por 100.000 habitantes - Média incidência
 Acima de 300 casos por 100.000 habitantes - Alta incidência

 

Figura 1 – Casos de dengue segundo semana epidemiológica de início dos sintomas, Mato Grosso do Sul, 2011-2012-2013*.

 

Fonte: Planilha Simplificada/SES/MS

Dados sujeitos a alteração

*até 27/02/2013

 

A Resposta Coordenada no monitoramento da dengue considera como fonte de informações de notificações, a Planilha Simplificada que é enviada semanalmente pelos municípios do Estado. E o SINAN, para verificar, em especial, a ocorrência de casos graves e óbitos.

Segundo o LACEN, até a SE 8, foram inoculadas 152 amostras de isolamentos viral. Dessas, foram 67 positivas e 85 negativas. Totalizando: 10 - Den 1; 26 - Den 2; 31 - Den 4. (Mapa 1).

Fonte: GAL/SES/MS

 

O LACEN/SES/MS informa aos municipios que estão realizado teste rapido para diagnóstico de Dengue, que conforme a Nota Tecnica Nº 20/2010 CGLAB/SVS/MS, estes são resultados presumíveis, portanto devem ser confirmados por outras tecnicas laboratoriais: sorologia MAC ELISA, Isolamento viral, detecção da proteina viral NS1 Ag., etc...

Atualizado em 27/02/2013.

Dados sujeitos a alterações.

OBS: Óbito de Paranaíba é o óbito registrado como de Aparecida do Taboado, recebemos as informações sobre o município de residência com endereço errado.

 

Panorama Estadual Vetores
 
       As informações referentes ao detalhamento das atividades de campo e bloqueio de transmissão, realizadas na semana 08/2013 foram enviadas na terça-feira subseqüente até as 16h00 pelos municípios prioritários.
 
 
Recomendações:
  •  Executar rotineiramente a aferição e os necessários ajustes dos equipamentos costais, para que os mesmos funcionem com a deposição correta dos inseticidas, ou seja, no equipamento costal é de 0,720 L/ha, tendo em vista que o consumo médio no Estado está muito acima do preconizado pelo Ministério da Saúde;
  • Os municípios deverão preencher os dados de consumo de inseticida e quarteirões trabalhados, relativos à Bloqueio de casos com equipamento portátil e UBV pesado de forma separada;
     
  • Os municípios que não estão enviando as informações relativas ao campo ‘Depósitos Predominantes’ devem fazê-lo para que possamos retratar um panorama mais próximo possível da realidade estadual;
  • Estabelecer estratégias para a recuperação dos imóveis fechados e recusados dentro do ciclo, visando estabilizar o índice de pendência abaixo de 10%.
 



 
Clique aqui para enviar esta matéria a alguém  Clique aqui para imprimir esta matéria
 
banner
banner
banner
banner
banner
Destaques 
   
Acesso Rápido 
   
  • Qualisus
    Atenção Especializada
    Pacto pela Saúde
    Lacen
    SISPPI
    Convênio SES/MS
banner
banner
banner
banner
banner
banner
banner
2013 - Governo do Estado de Mato Grosso do Sul
Secretaria de Estado de Saúde | Av. do Poeta - Parque dos Poderes